terça-feira, 16 de novembro de 2010

FILHOTINHOS DE ADULTÉRIO

“E aconteceu que numa tarde Davi se levantou do seu leito, e andava passeando no terraço da casa real, e viu do terraço a uma mulher que se estava lavando; e era esta mulher mui formosa à vista (2 Samuel 11.2).

Infelizmente, não são raros os casos de homens e mulheres cristãos casados que caíram em adultério. Quando o pecado vem à tona, restam uma vergonha devastadora, um casamento destruído e uma pedra de escândalo no caminho dos que buscam a verdade através do testemunho da igreja.
O que esses homens e mulheres não se deram conta é que esse pitbull chamado adultério um dia já foi um inofensivo e atraente filhote, tratado com muito alimento e carinho.
Os filhotes de adultério são as oportunidades de contemplação da beleza de outra mulher ou homem no ambiente de trabalho, na televisão, na internet, na banca de jornais, nas ruas e no trânsito etc.
Alguém pode argumentar que não há nada de mais em se admirar a beleza do próximo. Mas é aí que mora o perigo: os filhotes de pitbull também parecem bastante inofensivos, até crescerem, arrebentarem a coleira começarem a detonar.
Irmãos, não alimentem filhotinhos de adultério. Não subestimem o poder da cobiça dos olhos (1 João 2.16). Desviem o olhar do mal (Lucas 11.34). Cortem o adultério pela raiz!

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mateus 56:27-28).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário